Sobre

Figura-Aspas-PNG_edited.png

​Foi em 2013 que a primeira vez que ouvi falar de NeuroArquitetura. Intrigada com as possibilidades que disucssões sobre esse tema poderiam gerar, me dediquei a estudar o cérebro, o comportamento e suas interligações com o ambiente físico. Foi aí que surgiu o convite para co-escrever o livro Triuno: neurobusiness e qualidade de vida e que comecei a dar minhas primeiras palestras sobre esse tema. Cada vez mais envolvida com a NeuroArquitetura, fui para Londres fazer um mestrado no assunto.

Hoje eu sou professora e consultora de NeuroArquitetura e criei o curso Neurociência Aplicada a Ambientes e Criação na FAAP, que ao final deste ano completará 9 turmas.  Quero compartilhar conhecimento tanto com os criadores dos espaços  como com seus usuários. O impacto que os ambientes que frequentamos podem ter no nosso bem estar e comportamento vai muito além do que o que percebemos conscientemente. Precisamos todos, criadores e usuários, entender o potencial da NeuroArquitetura, para que possamos criar edifícios e cidades melhores.

Andréa de Paiva

O NeuroAU é um lugar criado para disseminar discussões sobre as possíveis conexões entre a ciência cognitiva e a arquitetura, o design e o urbanismo. Por meio de vídeos, artigos, webinars e cursos online - em português e inglês - nós compartilhamos conhecimentos com profissionais  do mundo todo.

Criado em 2018, atualmente o NeuroAU conta com mais de 28 mil seguidores no Instagram (@neuro_au); mais de 35 artigos publicados em inglês e português; e mais de 200 alunos certificados nos cursos oferecidos pela FAAP e no curso online.

  • LinkedIn - círculo cinza

Andréa de Paiva é Master of Arts pela Middlesex University em Londres e arquiteta e urbanista pela USP (Universidade de São Paulo). Tentando unir pesquisa, educação e design em seu trabalho, seus interesses de pesquisa envolvem o campo interdisciplinar da ciência cognitiva aplicada à arquitetura e ao urbanismo, bem como a teoria da arquitetura, a fim de compreender melhor como o ambiente físico pode afetar os indivíduos e a sociedade. Os principais tópicos de sua pesquisa incluem efeitos de curto e longo prazo do ambiente físico; enriquecimento ambiental e plasticidade cerebral; como o espaço afeta a memorização de experiências; restauração cognitiva; e a experiência multissensorial do ambiente.

Andréa é coautora do livro Triuno: Neurobusiness e Qualidade de Vida. Além disso, ela é idealizadora do NeuroAU (neuroau.com) um espaço online que visa discutir e disseminar conhecimentos sobre as ligações entre a ciência cognitiva e arquitetura & urbanismo. O NeuroAU tem mais de 28 mil seguidores no Instagram (@neuro_au); mais de 35 artigos publicados sobre as interseções entre ciência cognitiva e arquitetura em inglês e português; e cursos online nacionais e internacionais.

Andréa é membro do ACE (ANFA Center for Education da Academia de Neurociência para Arquitetura, grupo criado para discutir o ensino da neurociência para a arquitetura). Ela atua como professora de neurociência para arquitetura na FGV (Fundação Getulio Vargas) e na FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado). Na FGV, ela ajudou a criar e coordenar cursos de neurociência aplicada a negócios. Na FAAP, ela criou o curso Neurociência Aplicada a Ambientes e Criação, do qual também é professora. Andréa também foi convidada para dar palestras e webinars na Varna Free University, na Bulgária;  
no Dubai Institute of Design and Innovation,  no Institute for Challenging Disorganization nos Estados Unidos, no SECOVI-SP e no SESC-SP. Certificada  em Design Thinking pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) de Boston, ela também é palestrante  de temas relacionados à neurociência aplicada à arquitetura e ao urbanismo; ciência cognitiva e soft skills; design thinking; e viés inconsciente e lideranças femininas.

Andréa também é consultora de NeuroArquitetura, tendo prestado consultorias no Athié Wohnrath (um dos escritórios de arquitetura de maior sucesso do Brasil segundo a Forbes, 2016), onde se envolveu com a aplicação da NeuroArquitetura em diversos projetos escolares e corporativos.  Ela também é consultora da FGV, o melhor think tank da América Latina segundo o Global Go To Think Tanks Index (2020).