• LinkedIn - círculo cinza
eu-1.jpg

Andréa de Paiva é membro do ACE (ANFA Center for Education da Academia de Neurociência para Arquitetura) e criadora do NeuroAU, que visa discutir e disseminar conhecimentos sobre as ligações entre a ciência cognitiva e arquitetura & urbanismo.

Master of Arts pela Middlesex University em Londres e arquiteta e urbanista pela USP, ela é também coautora do livro Triuno: Neurobusiness e Qualidade de Vida.

Andréa atua como professora de neurociência para arquitetura na FGV e na FAAP. Na FGV, ela ajudou a criar e coordenar cursos de neurociência aplicada a negócios. Na FAAP, ela criou o curso Neurociência Aplicada a Ambientes e Criação, do qual também é professora. Andréa também foi convidada para dar palestras e webinars na Varna Free University, na Bulgária; no SECOVI-SP (neurociência aplicada à arquitetura) e no SESC-SP (neurociência aplicada à lideranças femininas).

Além disso, ela é consultora de NeuroArquitetura, tendo prestado consultorias no Athié Wohnrath e na FGV-Projetos.  Certificada  em Design Thinking pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) de Boston, ela também é palestrante de temas relacionados à neurociência aplicada à arquitetura e ao urbanismo; ciência cognitiva e soft skills; e viés inconsciente e lideranças femininas.

P tinta.jpg
Sobre a autora

Foi em 2013 que eu fui convidada pela primeira vez para falar de NeuroArquitetura. Eu já conhecia um pouco de neuromarketing, mas como a neuroarquitetura ainda era muito nova, não tinha tanto material disponível para pesquisar e aprender. Percebendo o incrível potencial dessa área, eu fui atrás não apenas das aplicações diretas de neurociência para arquitetura (ainda eram poucas as estudadas e divulgadas), mas também de outras aplicações, como em marketing, liderança, economia e educação. Ao estudar tantas aplicações diferentes da neurociência, fui conseguindo fazer uma ponte entre estas e a arquitetura. E assim, consegui material suficiente não só para falar em palestras sobre o tema, mas para escrever, em co-autoria, o Triuno: Neurobusiness e Qualidade de Vida.

 

Convenção Asbea 2017 NeuroArquitetura.jpg

Cada vez mais encantada pelo tema, fui para Londres fazer um mestrado em NeuroArquitetura. Lá, tive a chance de aprofundar os estudos nessa área e conhecer exemplos incríveis de aplicação da neuroarquitetura, como a fábrica de caminhões da Volvo em Gotemburgo, o Evelina´s Children Hospital e a Innocent Drinks em Londres.

Hoje eu sou professora e consultora de NeuroArquitetura e criei o curso Neurociência Aplicada a Ambientes e Criação na FAAP, que ao final deste ano completará 9 turmas formadas.  Quero compartilhar meu conhecimento tanto com os criadores dos espaços (arquitetos e designers) como com seus usuários. O impacto que os ambientes que frequentamos podem ter no nosso bem estar e comportamento vai muito além do que o que a psicologia da arquitetura já falava há alguns anos atrás. Precisamos todos, criadores e usuários, entender o potencial da NeuroArquitetura, para que possamos criar edifícios e cidades melhores.